Saturday, May 8, 2010

SER

A minha vida mudou... radicalmente? já nem sei... mudou tanto e tantas vezes que já começo a achar este reboliço normal :) Sinto que vivi mais no último ano do que nos outros 35.

Foram muitos os acontecimentos que, nos últimos dias, puseram à prova os meus limites: deixei que se alargassem, parei de lutar, mas estive sempre comigo mesma, a fazer o que fosse preciso por mim mesma...

Sinto alguma culpa ao escrever estas palavras... uma parte de mim sussurra-me ao ouvido: "o que pensarão de ti? Que és uma egoísta e que só pensas em ti." Talvez seja, não importa... aprendi nesta e noutras vidas que darmos tudo de nós e não nos respeitarmos não ajuda ninguém, é apenas uma ilusão...

Começo a confiar em mim mesma, é um sentimento fantástico de segurança e amor :) Sei que estou aqui para mim, para o que der e vier...

E o que veio a seguir foi ainda mais fantástico, ao confiar em mim passei a confiar na vida e nos outros, assim como num click, as coisas começaram a fluir...

Sinto e vejo os outros, a vida, eu mesma, duma perspectiva completamente nova... como se uma neblina tivesse levantado e agora fosse possível ver tudo com mais clareza.

Vejo a tempestade lá fora: os dramas emocionais, as dependências... e é como se já não me afectasse. Ok, está lá, mas já não é isso que eu quero, não rejeito mas quero viver outras experiências. Encontrei a paz e a bonança dentro de mim mesma.

Sou cada vez mais Eu e menos o que os outros querem ou acham... E isso é imensamente confortável. Acabam-se os jogos e as mentirinhas para os manter, Agora Sou Eu.

Pensei que esta caminhada fosse solitária, mas quanto mais avanço para dentro de mim mesma mais me sinto ligada aos outros, mais os compreendo e aceito tal como são. Não, não vou salvá-los nem mudá-los. Cada um joga os jogos que escolhe, ninguém está perdido, estão apenas a viver uma experiência e quando se cansarem podem simplesmente escolher deixá-la.

Parece mentira, mas é assim simples, basta escolher. Escolhi deixar de ser pequenina, coitadinha, pobrezinha e deixei de o ser em muito pouco tempo :) Escolhi encontrar paz nos virotes que a minha vida anda a dar e assim foi... parei de lutar, é o que é, nem bom nem mau...

EU SOU O QUE EU SOU!! :D :D e digo-o com imensa satisfação, orgulho, júbilo e sem nenhuma humildade, culpa ou vergonha! LOL ah, que sensação magnífica! SER, sentir Tudo O Que Sou!

Tem, tem sombra... e tem luz, tem ambas... ou nenhuma, porque são apenas ilusões, julgamentos da nossa mente...

Eu Sou O Que Eu Sou. I Am That I Am!

4 comments:

Mag said...

Mas que post mais lindo, que energia mais pura e doce! Adorei lê-lo!

Cristiane Melo said...

lindo blog! muito bom o texto! namastê!

Funny said...

Isto é um verdadeiro hino ao SER :)

A beleza mais do que nas palavras que escreveste, reside nas conquistas que fizeste, nas sensações que viveste, nas perspectivas que tens.

Identifico-me muito com o que aqui escreveste, pois também o vivia na 1ª pessoa.

Kali said...

Grata pelos vossos comentários :)

Descobri que a caminhada se faz de avanços e recuos, nos últimos dias voltei a mergulhar no jogo e a esquecer-me de mim, voltei a tentar agradar aos outros... mas cá estava o post para me lembrar da sensação fantástica de liberdade que é amar-me :)

E percebi mesmo agora outra questão com a abundância: acho que para ter abundância tenho que agradar aos outros. Foi isso que aconteceu nos últimos dias: de repente promessas de abundância e achei que tinha que agradar a essas pessoas para não as perder... e assim voltei a esquecer-me de mim...

mas não importa, lembrei-me outra vez, isso é que importa ;)