Monday, April 28, 2008

Soltar a voz e a alma

Sempre senti uma atracção por cantar, mas a voz saía sempre desafinada, aguda, estridente...

Desde o "acordar da raiz" que a minha voz está diferente, mais grave, mais forte. Mesmo o ritmo é diferente, mais pausado.

Ontem, senti um impulso e cantei :) uau, soava bem! Fartei-me de cantar alto este refrão:

E é amar-te assim perdidamente
E é seres alma e sangue e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda a gente

Cantei-o em diferentes versões. A vibração que produz no corpo é fantástica, contagiante. Só queria cantar e sentir aquele vibrar.

Sinto que soltei parte da minha alma, juntamente com a voz :)

Saturday, April 19, 2008

Ser um exemplo positivo

video

(também podem ver o vídeo aqui )

A mensagem geral é muito importante: aquilo que fazemos influencia o futuro porque o futuro são as crianças e nós temos influência sobre elas. Que futuro queremos?

Este vídeo impressionou-me principalmente pela última cena. Trouxe à memória a violência física, psicológica e sexual de homens sobre as mulheres da minha família, nas últimas 3 gerações...

Essa é também uma das razões deste meu coração fechado. Aprendi demasiado cedo que amar dói, que a vida é difícil, que amor pode ser sinónimo de violência e dor, que não se pode confiar nos homens... e mais um rol de outras tantas coisas que gostaria de esquecer.

Infelizmente, não há como as apagar. Vou ter que as digerir, chorar... e espero que com o tempo as consiga deixar partir.

Tuesday, April 15, 2008

Iniciação

No sábado fui iniciada no Reiki.

O local transmite de tal forma paz e tranquilidade, que me sentei praticamente imóvel durante 3h. Eu que estou sempre agitada e a saltar de pensamento em pensamento. Foi uma sensação fantástica. Estar simplesmente ali, a viver aquela experiência a 100%.

A cerimónia de iniciação não foi menos marcante. A dada altura entrei num estado de consciência mais profundo e consegui sentir a energia de outro ser perto de mim.

Já antes tinha sentido a presença de alguém (um guia, um anjo) que me protege. Mas depois da iniciação, consigo sentir a sua presença muito mais forte. Sinto um amor que toca o mais recôndito lugar da minha alma. É tão profundo, que por vezes sinto-me fundir nesse sentimento, como se deixasse de ter corpo.

Sinto-me bem. É Primavera e estou profundamente apaixonada. Sinto a vida sorrir-me. Sinto todas as peças da minha vida começarem a juntar-se, a fazerem sentido.

Tenho vontade de abraçar todos :) de chorar e de rir, de amar, de viver.

De repente, deixei de ter pressa e passei a saborear todos os pequenos acontecimentos do dia.

Estou profundamente grata.

Thursday, April 10, 2008

Estou viva e é fantástico!

Hoje, sinto-me viva. Como se pudesse iluminar o mundo. Quero viver, sentir tudo. Apetece-me cantar e dançar.

De manhã, enquanto chovia torrencialmente, fui de pijama para a varanda sentir a chuva e o vento. Foi fantástico sentir a chuva fresca na cara, nos braços, no pescoço. Só tenho pena de não o ter feito nua :)

Sinto a Primavera, sinto toda a força da vida: a celebração da abundância, da diversidade.

Estou viva e é fantástico!

Wednesday, April 9, 2008

Viagem sem retorno

Hoje, choro.

Choro a minha incapacidade de amar, a mim própria e aos outros. Choro a minha incapacidade de me sentir amada.

Choro por todas as vezes que me senti só e que me escondi da vida por medo.

O universo parece saber o que me vai na alma e chove tudo o que eu não consigo chorar.

Sinto a minha alma presa. Mas ela anseia por voar, por libertar-se...

Esta é uma viagem a dentro de mim mesma e é uma viagem sem retorno.

Determinação e coragem

Fui andar um pouco e vi um caracol atravessar a rua. Admirei a sua coragem e determinação. Ele, tão pequeno e indefeso, aventura-se naquela travessia imensa e cheia de perigos como se nada fosse.

Pensei para mim: porque não fica ele na segurança das ervas? Mas a verdade é que não há nenhum sítio verdadeiramente seguro e ficar lá apenas por medo, é deixar de viver. É morrer aos poucos, um bocadinho cada dia.

Olhei para mim e pensei na quantidade de coisas que deixo de fazer por medo, porque escolho aquilo que me parece mais seguro. Deixo de viver, encolho a minha alma mais um bocadinho, por pura cobardia. E fi-lo tantas vezes...

Tuesday, April 8, 2008

Amanhã, olharei o mundo com um novo olhar

Sinto-me mudar...

Desde o "acordar da raiz" que sinto que me voltei para dentro, para mim e para os meus sentimentos. Tudo aquilo mexeu muito comigo.

Tenho dias em que estou cheia de energia, em que me sinto capaz de comandar um exército. Outros em que vivo a alegria contagiante da Primavera. Ontem foi um dia de iluminação e hoje de mudança.

Sinto-a em todo o meu ser. Consigo mesmo sentir a dor física, como se o meu corpo estivesse a borbulhar, a mexer-se, a transformar-se. Sinto como que pedaços de mim a mudar de lugar. É estranho, doloroso e assustador.

Mas apesar de tudo, sinto lá no fundo, um formigueiro de excitação, de entusiasmo, porque sei que é uma mudança que me vai levar um pouco mais adiante nesta caminhada.

De hoje em diante a minha vida nunca mais será como dantes.

Os últimos dias foram cheios de pequenas coincidências, sinais, de pequenos milagres... deixei-me emocionar até chorar e rir ao mesmo tempo.

Sinto-me profundamente viva, abençoada e amada.

Amo-vos.