Monday, May 18, 2009

Espelhos

Julgava já ter curado as feridas do meu 1º casamento, mas hoje descobri que não era bem assim. Lá no fundo estava ainda muita raiva, mágoa e tristeza.

Decidi sentir e respirar tudo aquilo. Deixei-me sentir até o corpo tremer, para lá da razão onde tudo é negro, sem censuras e sem culpas.

Odiava-o pela humilhação, pelo desprezo, pelo abandono. Mas... estas sensações eram-me estranhamente familiares: eu já infligia essa mesma humilhação, esse mesmo desprezo e abandono a mim mesma há muitos anos. Ele apenas mos mostrou claramente e sem rodeios, de forma a que não os pudesse ignorar.

Então deu-se um click... e percebi que a raiva que sentia não era por ele, mas por mim, que não me tinha amado nem antes nem durante este casamento.

Chorei por entre soluços a mágoa que ainda restava.

Agora, sinto-me muito mais leve :)

É como descascar uma cebola: hoje uma camada, amanhã outra... e assim se faz o caminho de descoberta de nós próprios...

3 comments:

dança de shiva said...

Voce talvez não se deu de conta, mas já está curada Kali, e quando voce tiver absorvido-se completamente...nesse instante se tornará alma gemea de sí mesmo, amando-se incondicionalmente...
NAMASTE!
JANE

cris said...

E é tão bom quando fazemos essas descobertas...
Apeteceu-me apenas dar abraço na tua criança interior!

Aqui está ele :O)

Kali said...

Jane, é bem verdade!

Cris, que abraço fantástico :)

Agradeço as vossas palavras, minhas queridas.

Namastê e beijinhos