Sunday, May 31, 2009

Criar, curar, nutrir

Como sempre, o universo respondeu às minhas perguntas.
No retiro com a LuzClara, conheci a Agniha, uma irmã que não faz magia, ela é magia :) A Agniha disse-me exactamente estas palavras: "Tu és paz". E lá estava a resposta à minha questão.

Neste mergulho às profundezas de mim mesma, encontrei também aquilo que quero ser: quero ser uma curadora. Quero curar-me a mim e aos outros. Quero criar, curar, nutrir. Nutrir para que cada um encontre um lugar seguro para se curar e assim possa criar a sua própria vida.

E apesar do cansaço deste turbilhão de emoções e de mudanças, o meu rosto ilumina-se com um enorme sorriso e sinto o coração transbordar de paz e alegria, ao escrever estas linhas. Acho que encontrei mesmo aquilo que quero ser na vida :)

Não sei se consigo viver disto, mas a verdade é que não importa: mesmo que tenha fome, frio ou cansaço, sentir-me-ei profundamente plena e realizada se puder ajudar alguém. Sinto-o no coração e também já o experimentei nas sessões de reiki: depois de 2 ou 3h de pé, sentia-me cansada, com fome e com frio mas estava em paz, com a certeza que era ali o meu lugar.

E este poema Taoista expressa bem aquilo que sinto:

Quando o sapato serve - Chuang Tse (xix,12)

(...)

Quando o sapato nos serve,
não nos lembramos que temos pé.
Quando o cinto nos serve,
não nos lembramos que temos barriga.
Quando o coração está certo,
nunca estamos "a favor" ou "contra".

(...)

O que é fácil, está certo.
Quando se começa de um modo certo,
tudo se torna fácil
e, enquanto for fácil, tudo estará certo.
Quando seguimos no caminho certo, em que tudo é simples,
não nos apercebemos sequer que há um caminho
e muito menos que ele está a ser fácil.

3 comments:

dança de shiva said...

Acredite Kali na força que vem da mãe terra. Ela nunca falha. Repita no seu coração:- Eu sou um com a mãe terra, tudo que nescessito minha generosa mãe me doa. Agradeça a mãe pois se não fosse o egoísmo de alguns ela nutriria igualmente a todos os seus filhos.
NAMASTE!!!!
Jane

Mag said...

Acho que isso é a coisa mais bela que se pode ser na vida: uma curadora :)
Parabéns!

Kali said...

Jane, agradeço o teu conselho e vou segui-lo. Já percebi que a generosidade do universo e da Mãe Terra são muito maiores do que a minha definição limitada de generosidade.

Namaste!

Mag, agradeço as tuas palavras. A verdade é que é isso que me faz sonhar, brilhar, viver :)

Beijinhos